Arranjo de “Jesus Cristo” de maestro de Pindoretama será executado na Paixão de Cristo de Pacatuba

0
643
O compositor Welligton Sousa, de Pindoretama, será um dos homenageados no evento – Foto: Arquivo/Revista Litoral Leste Ceará

O arranjo da música “Jesus Cristo”, de Roberto Carlos e Erasmo Carlos, será executado pela Banda Sinfônica de Pacatuba, na 45º Encenação da Paixão de Cristo daquela cidade, na quinta-feira (18/4) e na Sexta-feira Santa (19/4). O arranjo é do maestro Wellington Sousa, natural de Pindoretama e servidor da Prefeitura do Eusébio, lotado no Núcleo de Artes, Educação e Cultura Aloísio Bruno (NAEC), daquele município.

A banda será regida pelo maestro Walter Célio e encenação está sob a direção de Antony Fernandes.

O arranjo será tocado no encerramento da programação, na Sexta-feira Santa (19/4), “mas estarei fisicamente no Eusébio, na encenação da Paixão de Cristo lá”, disse o maestro Sousa, como é conhecido no mundo musical.

A Paixão de Cristo de Pacatuba chega a reunir cerca de 10 mil pessoas no Anfiteatro localizado na Praça da Matriz, no centro da cidade. O anfiteatro mantém cenários permanentes, como as réplicas do Palácio de Herodes, Caifás, Pilatos, o Santo Sepulcro, Templo de Jerusalém, entre outros.

Com aproximadamente três horas de encenação, a tradicional Paixão de Cristo envolve mais 200 pessoas, entre artistas e produção. O elenco conta com 186 atores, a maioria, moradores da região.

Considerado um dos maiores espetáculos do Ceará, a atração proporciona emoção e fé ao público espectador, contando com uma superprodução de som, iluminação, efeitos especiais, figurino e cenários.

A primeira apresentação da Paixão em Pacatuba aconteceu em 1974, quando Paulo Maria Pinto reuniu 12 pessoas e, vestido de Jesus, acompanhou junto com os colegas o vigário pelas ruas, encenando a Via Sacra. No ano seguinte, o historiador Antony Fernandes e sua esposa Elizete Fernandes passaram a dar um ar mais teatral à encenação.

Tanta dedicação rendeu a Pacatuba o título oficial de capital da encenação Paixão de Cristo do Ceará. Além disso, a lei 16.338, de 13 de setembro de 2017, inclui o espetáculo religioso no calendário oficial de eventos do Estado. A festividade tem o apoio da Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Cultura.

DEIXE UMA RESPOSTA