Câmara de Beberibe afasta prefeito por 90 dias

0
558
Padre Pedro da Cunha – Reprodução/Facebook

O plenário da Câmara Municipal de Beberibe baixou decreto legislativo, na manhã desta segunda-feira (10/12), afastando o prefeito padre Pedro Cunha (PSD), por um prazo de até 90 dias,  por possíveis crimes de responsabilidade. Coma decisão (11 votos a 2), o vice Tharsio Facó (PPS) assumiu o comando do município.

O afastamento se dará durante a fase de instrução e julgamento do processo. Ou seja, Câmara terá 90 dias para apurar as denuncias e julgar o prefeito. O prazo que deverá ir até 10 de março de 2019.

Em entrevista ao Sistema Verdes Mares, após a decisão dos vereadores, Cunha afirmou que vai se reunir com advogados nesta terça-feira (11) para avaliar a situação. “Amanhã eu estou com os advogados, e eles darão alguma notícia”.  

O prefeito não tem a maioria na Casa legislativa e o presidente da Câmara de Vereadores, Eduardo Lima, é oposição ao Chefe do Executivo municipal.

 A denúncia foi apresentada por Armando Sombra Bonfim e Fabiano Rocha Sousa, sobre “possíveis desvios de conduta na gestão do Erário municipal”.

Pedro Cunha enfrenta uma série de denúncias em Beberibe, como o atraso em três meses do salário de servidores, acúmulo de lixo na cidade, além de uma licitação anulada por várias irregularidades no processo.

Em contato na semana passada com a Imprensa, o prefeito afirmou se tratar de uma perseguição política. “Querem tomar o poder de qualquer jeito. Dizem que estão pensando no município, mas não estão”.

DEIXE UMA RESPOSTA