Ceará tem primeira madrugada sem registro de ataques criminosos

0
331
Em Guaiúba, um ônibus foi incendiado na segunda-feira - Foto: Reprodução/Whatsapp

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, 360 pessoas suspeitas de participarem dos ataques já foram presas. Os últimos ataques ocorreram ainda na noite de segunda-feira

O Ceará viveu a primeira madrugada (15/1) sem registro de ataques criminosos desde o último dia 2 de janeiro. Foram 13 dias seguidos de ataques criminosos. Os últimos casos ocorreram ainda na noite de segunda-feira(14/1): o incêndio de um ônibus no município de Guaiúba, na Região Metropolitana de Fortaleza, além de suspeitos que foram vistos tentando instalar um artefato explosivo em um túnel da capital.

A onda de terror começou após declaração do novo secretário de Administração Penitenciária, Luís Mauro Albuquerque, que prometeu mudanças severas na gestão dos presídios.

Desde a noite do último dia 2 de janeiro, facções criminosas espalham uma onda terror por todo o Ceará, com ataques a ônibus e vans do transporte público, prédios e equipamentos públicos e privados.Ataques

Até as 19h de segunda-feira (14), foram contabilizados 220 ataques, em 51 dos 184 municípios do estado, sendo 101 em Fortaleza, a cidade que concentra a maior parte das ações criminosas, em 13 dias de terror.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), 360 pessoas foram presas nos ataques até as 9h desta segunda-feira, suspeitas de participação nas ações. O órgão não está informando a contabilização dos números de ataques.

Recompensa

A Lei da Recompensa, instituída pelo Governo do Ceará, pagará até R$ 30 mil por informações que ajudem a elucidar crimes e a localizar criminosos. O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), sancionou a lei nesta segunda-feira (14/1). O valor de partida é R$ 1 mil. (Site da Tribuna do Ceará).

DEIXE UMA RESPOSTA