Centro de Educação Infantil oferta aprendizagem às crianças de Horizonte

0
404
Com o CEI de Horizonte, 31 Centros já foram entregues à população cearense/Divulgação

Com as presenças da primeira-dama do Estado Onélia Santana, e do prefeito Chico César, de Horizonte, a comunidade de Mal Cozinhado, em Horizonte, ganhou na quinta-feira (7/2) o Centro de Educação Infantil Doutor Waldemar Gonçalves de Sousa. O centro tem capacidade para atender até 208 crianças de 0 a 5 anos.

Foram investidos R$ 1,4 milhão, provenientes do Governo do Estado e de empréstimo com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

O CEI é composto por quatro salas de aula, laboratório de informática, refeitório, cozinha, berçário, fraldário, dormitório, copa, recepção e playground. A obra foi supervisionada pela Secretaria da Infraestrutura (Seinfra), por meio do Departamento de Arquitetura e Engenharia (DAE).

O equipamento faz parte dos investimentos que asseguram a construção de 56 espaços educacionais com o mesmo padrão. Os recursos são da ordem de R$ 70,8 milhões e integram o Programa de Ampliação da Oferta Municipal de Educação Infantil. Além disso, outros 64 Centros estão assegurados para as crianças cearenses. Ao todo, o Estado ganhará 120 CEIs.

Com o CEI de Horizonte, 31 Centros já foram entregues à população cearense. Os demais municípios beneficiados são 02 Aquiraz, 02 Iguatu, 01 Quixeramobim, 03 Sobral, 02 Tauá, 02 Varjota, 03 Tianguá, 01 Guaraciaba do Norte, 02 Viçosa, 01 Itaitinga, 02 São Gonçalo, 02 Horizonte, 01 Irauçuba, 01 Várzea Alegre, 01 Granja, 01 Camocim, 01 Mombaça, 01 Itapajé, 01 Jaguaribe e 01 Ipu.

O CEI reúne oportunidades de aprendizagem e desenvolvimento para as crianças. A melhoria da educação para esse público é um dos compromissos assumidos pela atual gestão. Para isso, vem investindo em espaços pedagógicos adequados e implantou o Programa Mais Infância Ceará, desenvolvido pelo Gabinete da Primeira-Dama do Estado, que consiste em três pilares: Tempo de Brincar, Tempo de Crescer e Tempo de Aprender. Essa iniciativa visa apoiar as famílias em condições de pobreza e vulnerabilidade social no cuidado e na educação de suas crianças de 0 a 3 anos e 11 meses.

DEIXE UMA RESPOSTA