Indústria cearense segue em crescimento, apesar de redução do ritmo, aponta Sondagem Industrial

0
63
Indústria cearense segue em crescimento, apesar de redução do ritmo, aponta Sondagem Industrial

A Sondagem Industrial do mês de setembro revelou continuidade do crescimento na indústria do Ceará, porém em um ritmo menos acelerado. Foi o que mostrou a Sondagem Industrial, pesquisa realizada mensalmente pelo Observatório da Indústria da Federação das Indústrias do Estado do Ceará, em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI).

O estudo mostra ainda que o indicador da Produção no Estado apresentou tímido avanço na comparação com o mês anterior, enquanto no país se manteve estável. Já o Número de Empregados apresentou crescimento nas indústrias cearense e brasileira, mas com menor variação e de maneira menos disseminada que a pontuação observada em agosto.

Ainda conforme a Sondagem, os resultados evidenciam que os industriais cearenses seguem satisfeitos com as condições financeiras de seus negócios. Entretanto, os custos das indústrias têm sido pressionados pela elevação do preço médio das matérias-primas, e a dificuldade no acesso ao crédito e insatisfação com a margem de lucro.

Por sua vez, no que se refere às expectativas, os resultados mostram que os empresários industriais continuam esperançosos com o setor, o que é percebido por todos os indicadores que apresentaram acima de 50 pontos. Contudo, em comparação ao mês de agosto, as expectativas para os próximos seis meses evidenciaram desaceleração tanto a nível nacional quanto estadual, à exceção do indicador de Quantidade Exportada que apresentou crescimento no estado.

Já o otimismo, com relação à quantidade exportada pode estar relacionado à alta do dólar, que favorece a demanda por produtos locais no exterior. Portanto, tais resultados sugerem que os empresários cearenses estão mais confiantes na manutenção da desvalorização do câmbio do que os empresários brasileiros.

Indústria cearense segue em crescimento, apesar de redução do ritmo, aponta Sondagem Industrial

DEIXE UMA RESPOSTA