Procura por Crediamigo cresce 39% durante pandemia de covid-19

0
51
Procura por Crediamigo cresce 39% durante pandemia de covid-19

O Crediamigo do Banco do Nordeste, maior programa de microcrédito da América Latina, está sendo uma importante ferramenta na recuperação econômica do Nordeste durante a pandemia de covid-19. A média mensal de desembolsos do programa, de março de 2020 a novembro de 2021, foi de R$ 1,03 bilhão, valor 39% maior na comparação com os 36 meses anteriores à pandemia (mar/17 a fev/20). Nesse período, o desembolso médio foi de R$ 743 milhões por mês.

O aumento na procura pelo crédito acompanha o movimento de empreendedorismo na região. De fevereiro do ano passado a novembro de 2021, surgiram 596.711 novos microempreendedores individuais (MEIs) no Nordeste, segundo o Portal do Empreendedorismo. Um aumento de 34% em relação a fevereiro de 2020, quando havia 1.749.349 MEIs.

A importância de microcrédito como estratégia de desenvolvimento será apresentada pelo Ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, e pelo presidente do Banco do Nordeste, Anderson Possa, durante a abertura do Fórum Internacional de Microcrédito, realizado nestas quinta (9) e sexta (10) pelo Banco do Nordeste, das 10h às 12h. O evento tem transmissão, ao vivo, pelo canal do BNB no Youtube com idioma em português e no canal do Fondo Nacional de Capital Social (Foncap), em espanhol. Durante o evento, estão sendo apresentadas experiências internacionais de microfinanças de Brasil, Argentina e Colômbia.

No Ceará, durante o período de pandemia da covid-19, o Crediamigo do Banco do Nordeste fez um total de R$ 6,8 bilhões em desembolsos. Nesse mesmo período, foram criados 96.992 novos MEIs no estado. Um crescimento de 31%, considerando os 308.741 registrados em fevereiro de 2020. Hoje, o Ceará possui um total de 405.733 microempreendedores individuais em atividade. (Com informações da Comunicação do BNB).

Procura por Crediamigo cresce 39% durante pandemia de covid-19

DEIXE UMA RESPOSTA