Acabou matéria no JN’, diz Bolsonaro sobre atraso nos dados da covid-19

0
112
pgr posse planalto

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira (5/6) que o atraso nos dados do Ministério da Saúde sobre os casos e mortes da covid-19 são para “consolidar” os números “mais atuais” da pandemia.

O chefe do Executivo, no entanto, indicou que a decisão de divulgar as informações apenas às 22h pode “acabar” com reportagens televisivas sobre o assunto.

“Acabou matéria no Jornal Nacional”, debochou o presidente, em referência ao programa da TV Globo, à qual se referiu como “TV funerária”, afirmando que os funcionários da emissora “gostam” de dizer que “o Brasil é recordista em mortes“.

Bolsonaro também defendeu uma mudança na divulgação do número de mortos no Brasil. O presidente quer que os números incluem apenas os registros de um único dia. O padrão seria diferente do adotado pelos países mais afetados pela doença no mundo, que incluem também os óbitos de dias anteriores.

Na quinta-feira, (5/6), o país contabilizou 1.473 mortes pela covid-19 em 24 horas, novo recorde para 1 período tão curto de tempo.

O Ministério da Saúde atrasou os dados da pandemia por 2 dias consecutivos, divulgando o boletim apenas às 22h, não às 19h, como vinha sendo feito antes.

Na tarde desta sexta-feira (5/6), a pasta indicou que os dados devem sair neste novo horário todos os dias, depois do término dos principais telejornais do país. Eis a íntegra da nota divulgada à imprensa:

O Ministério da Saúde informa que os dados de casos e óbitos são informados pelas secretarias estaduais e municipais de saúde, que também possuem sistemas próprios de divulgação destas informações, em plataformas públicas.

Assim, a pasta analisa e consolida os dados, sendo que em alguns casos há necessidade de checagem junto aos gestores locais. Desta forma, o Ministério da Saúde tem buscado ajustar a divulgação dos dados, que são publicados diariamente na plataforma covid.saude.gov.br.

Nesta sexta-feira (5/6), o horário de divulgação do boletim do Ministério da Saúde será às 22h.