Câmara Municipal de Pindoretama realiza primeira sessão com transmissão ao vivo nas redes sociais

0
152
Capturar

Após a aprovação da Resolução nº 1, em maio deste ano, e sua regulamentação, a Câmara Municipal de Pindoretama realizou, nesta manhã de sexta-feira, 5 de junho, a primeira transmissão por meio das redes sociais de uma sessão plenária (virtual). A medida, diz a Assessoria de Comunicação,  “confere mais transparência ao trabalho dos vereadores em Pindoretama.”

“A transmissão ao vivo das sessões nas redes sociais era uma demanda permanente da população, que solicitava, especialmente agora com o isolamento social, uma maneira de poder acompanhar as discussões e votações realizadas na Casa do Povo. Começamos tarde, mas agora é uma realidade, que também atende ao anseio de todos os vereadores”, ressalta o presidente da Câmara, Albanês Fiúza.

A partir dessa sessão, todas as outras, virtuais e presenciais, serão transmitidas por meio do site e das redes sociais do Poder Legislativo de Pindoretama.

Veja as principais manifestações de vereadores.

Sabryna Rocha

Solicitou informações da Prefeitura acerca dos gastos efetuados a mais, em especial os realizados pela Secretaria da Saúde, em virtude da atual pandemia de Covid-19 que assola nossa cidade, com mais 143 casos confirmados.

Adriana Albino

Pediu da Secretaria da Infraestrutura e Serviços Públicos que execute ações rápidas de manutenção de vias públicas, principalmente por toda extensão da CE 585, que tem início na altura do Ginásio do Pratius e vai até o Coqueiro do Alagamar e que seja realizada limpeza e reparação da estrada que vai do Coqueiro do Alagamar até a CE 040. A Secretaria da Educação, Cultura e Juventude deve disponibilizar aos alunos da rede pública municipal de ensino atendimento psicológico, podendo ser feitos por videoconferência ou por outros meios seguros. E a Secretaria da Saúde deve realizar blitz de enfrentamento prevenção e combate à Covid-19, com a participação da equipe da Vigilância Sanitária, Epidemiológica e de Agentes de Saúde nos bairros Pratiús 1, Pratiús 2 e Capim de Roça.

Natália Lima

Apresenta Projeto de Lei que dispõe sobre a suspensão emergencial e excepcional, por 90 dias da cobrança de obrigações financeiras referentes a empréstimos consignados (ou seja, com desconto em folha) contraídos pelos servidores públicos municipais, ativos e inativos, junto às instituições financeiras, em face da pandemia de Covid-19, prorrogáveis por igual período ou por enquanto durar o estado de calamidade pública declarada no município.

 Edinardo Miranda

Solicitou que a Secretaria da Infraestrutura e Serviços Públicos implemente a sinalização luminosa na ponte que liga Pratiús ao Batoque, e instale iluminação pública na estrada que liga ambas localidades, no trecho em que ainda não tem. Requereu, também, a distribuição pela Cidade de tambores padronizados destinados ao recolhimento de lixo, em pontos estratégicos e que facilitem a população a colaborar com a limpeza pública. O vereador cobrou do presidente da Casa Legislativa o cumprimento da lei municipal que desobriga os agricultores rurais da cobrança da taxa de iluminação pública. Segundo Edinardo Miranda, a Prefeitura continua cobrando a taxa de forma ilegal. Disse que está com ação pronta para entrar na Justiça cobrando o ressarcimento com juros e correção monetária.