Donos de estaleiro são presos em nova fase da Lava Jato, em São Paulo-SP

0
94
mca abrdsc
Centro de Distribuição da Petrobras no SIA, Terminal Terrestre de Brasília, onde se armazena e distribui produtos da companhia para os postos de combustíveis do Distrito Federal.

Os empresários e irmãos German Efromovich e José Efromovich, donos do estaleiro Eisa – Estaleiro Ilha S.A., foram presos preventivamente nesta quarta-feira (19/8), em São Paulo-SP, durante nova fase da operação Lava Jato que investiga desvios na Transpetro. As informações são do G1.

Os irmãos também têm participação na Avianca, companhia aérea brasileira que teve a falência confirmada em julho.

São cumpridos seis mandados de busca e apreensão em Alagoas e no Rio de Janeiro. A 72ª fase da Lava Jato é batizada de “Navegar é Preciso”. Os empresários são investigados por fraudar contratos com a Transpetro,  empresa de transporte e logística da Petrobras, em benefício do estaleiro administrado por eles.

Os Efromovich teriam feito o pagamento de R$ 40 milhões em propina para agentes  da Petrobras, um deles é o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, que está em prisão domiciliar e é um dos delatores do esquema criminoso que se instalou na estatal.