Pires Ferreira, Eusébio e Sobral são vencedores da etapa Nacional do Prêmio Band Cidades Excelentes

0
17
Prefeito de Eusébio, Acilon Gonçalves, recebe a premiação - Foto: Divulgação

Por Ricardo Oliveira Ruiz*, especial para o Ceará Leste

A premiação da Etapa Nacional da terceira edição do Prêmio Band Cidades Excelentes 2023 ocorreu na última segunda-feira (11/12), em Brasília/DF. A Etapa Estadual ocorreu na primeira quinzena de novembro. O prêmio é uma parceria do Grupo Bandeirantes de Comunicação e Instituto Aquila.

Os vencedores são divididos por quatro categorias populacionais (menor ou igual a 30 mil habitantes; entre 30 mil e 100 mil habitantes; entre 100 mil e 500 mil habitantes; acima de 500 mil habitantes; e capitais) consoante à conquista num dos seis Pilares.

Os Pilares, que avaliam 67 indicadores, são: 1º) Governança, Eficiência Fiscal e Transparência; 2º) Educação; 3º) Saúde e Bem-estar; 4º) Infraestrutura e Mobilidade Urbana; 5º) Sustentabilidade; e 6º) Desenvolvimento Socioeconômico e Ordem Pública.

Quanto ao Índice de Gestão Municipal Aquila – IGMA Geral, o prêmio foi para a cidade de Luzena, Santa Catarina (concorreu com Timbó/SC e Botucatu/SP); quanto à Capital, Curitiba/PR conquistou a premiação (concorreu com Belo Horizonte/MG e Vitória/ES).

No Estado do Ceará, Pires Ferreira conquistou o Prêmio Pilar Educação com 84,33 pontos, na categoria de municípios com menor ou igual a 30 mil habitantes (concorreu com Itajobi/SP e Japaraíba/MG).

O Eusébio, na Costa Leste cearense, conquistou o Prêmio no Pilar Educação com 88,88 pontos, na categoria de municípios com população entre 30 mil e 100 mil habitantes (disputou o título com Lucas do Rio Verde/MT e Timbó/SC).

Sobral, no norte cearense, na categoria de municípios com população entre 100 mil e 500 mil habitantes, conquistou o Prêmio no Pilar Educação com 88,35 pontos (disputou o título com Botucatu/SP e Jaraguá do Sul/SC), e no Pilar Saúde e Bem-estar com 83,69 pontos (concorrendo com Muriaé/MG e Pinhais/PR).

No 1º Pilar, o Prêmio ficou com Paraíso do Norte/PR na categoria de município com população menor ou igual a 30 mil habitantes; Concórdia/SC na categoria de município com população entre 30 mil e 100 mil habitantes; e Botucatu/SP na categoria de município com população entre 100 mil e 500 mil habitantes.

Ainda no 3º Pilar, o Prêmio ficou com Peritiba/SC na categoria de município com população menor ou igual a 30 mil habitantes; e Ivaiporã/PR na categoria de município com população entre 30 mil e 100 mil habitantes.

No 4º Pilar, a premiação ficou com Holambra/SP na categoria de município com população menor ou igual a 30 mil habitantes; Louveira/SP na categoria de município com população entre 30 mil e 100 mil habitantes; e Botucatu/SP na categoria de município com população entre 100 mil e 500 mil habitantes.

O Prêmio do 5º Pilar ficou com São Manoel do Paraná/PR na categoria de município com população menor ou igual a 30 mil habitantes; Santa Cruz do Capiberibe-PE na categoria de município com população entre 30 mil e 100 mil habitantes; e Pinhais/PR na categoria de município com população entre 100 mil e 500 mil habitantes.

Quanto ao 6º Pilar, o Prêmio ficou com Treviso/SC na categoria de município com população menor ou igual a 30 mil habitantes; Pomorôde/SC na categoria de município com população entre 30 mil e 100 mil habitantes; e Jaguará do Sul/SC na categoria de município com população entre 100 mil e 500 mil habitantes.

O Prêmio objetiva transformar a realidade dos 5.570 municípios brasileiros através de ações consubstanciadas nos pilares acima reportados.

Pela cidade de Pires Ferreira recebeu a premiação a Prefeita Lívia Maria Marques; pelo Eusébio o Prefeito Acilon Gonçalves; e por Sobral o Secretário de Educação Francisco Herbert Lima Vasconcelos.

*Ricardo Oliveira Ruiz é professor aposentado do Instituto Federal do Ceará e colaborador do Ceará Leste.