Polícia Civil desarticula esquema de lavagem de dinheiro e sequestra bens avaliados em R$ 3,4 milhões

0
2

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) deflagrou, na manhã desta terça-feira (16/4), a operação “Exaurimento”, que teve o objetivo de cumprir seis mandados de busca e apreensão, três mandados de sequestro de veículos, sete mandados de sequestro de imóveis, além do bloqueio de contas bancárias e investimentos. A ofensiva ocorreu em Fortaleza, nos bairros Cambeba e Cidade dos Funcionários. A ofensiva contou com o apoio da Coordenadoria de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (Coin/SSPDS).

A investigação foi conduzida pela Delegacia de Combate aos Crimes de Lavagem de Dinheiro (DCLD) do Departamento de Recuperação de Ativos (DRA) e contou com o apoio da Coin da SSPDS, do Laboratório de Tecnologia contra Lavagem de Dinheiro e da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core), ambos da PCCE. Os alvos da investigação foram dois policiais militares, com idades de 32 e 48 anos, que estavam afastados de suas funções laborais. Os dois são investigados pela Polícia Civil.

Recentemente, os alvos foram condenados a 60 anos de prisão, cada um, por estarem desfrutando de patrimônio incompatível com as capacidades econômicas financeiras, bem como praticavam crimes de lavagem de dinheiro, inclusive, com a constituição de pessoas jurídicas para possibilitar a movimentação de recursos ilícitos. Durante a operação, o policial militar, de 32 anos, foi preso em flagrante por posse irregular de arma de fogo de uso permitido. Ele foi conduzido para a Delegacia de Combate aos Crimes de Lavagem de Dinheiro (DCLD) da PCCE, onde foi autuado.

Por determinação judicial, entre os bens sequestrados, estavam três veículos de luxo, um imóvel do tipo quadriplex, um terreno em loteamento de condomínio de alto padrão, dois imóveis do tipo “duplex”, além de um galpão onde funciona uma academia de musculação. O nome da operação foi escolhido pela analogia à fase final da investigação com o sequestro de bens.

Denúncias
A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia.

As denúncias também podem ser encaminhadas para o telefone (85) 3285-9179, da Delegacia de Combate aos Crimes de Lavagem de Dinheiro (DCLD). O sigilo e o anonimato são garantidos. Com informações da SSPDS.