Tapera das Artes inaugura espaço cultural no Eusébio

0
20
A Tapera das Artes é um espaço multifuncional que oferece cultura, educação e atividades integradas para crianças, adolescentes e jovens - Foto:Reprodução.
A Tapera das Artes é um espaço multifuncional que oferece cultura, educação e atividades integradas para crianças, adolescentes e jovens - Foto:Reprodução.

O Espaço Artístico Tapera das Artes, inaugurado em maio no Eusébio, revela talentos de vários artistas cearenses. O novo ambiente cultural se destaca por harmonizar a arte com o mix arrojado de produtos de excelência, design, tendências e estilo voltados para projetos residenciais.

As obras inéditas expostas no Espaço Artístico Tapera das Artes são de autoria dos artistas Fernando França, Fernando Sardo, Saulo Dantas, Ca Cau, Ma Ferreira, Nilo Domingues, Antônio Aramis, Edson Silva e Ítalo Abreu, que também atuam como educadores na Tapera das Artes. Além disso, a exposição conta com a interação das criações dos jovens alunos da instituição, que se destacam pelo programa artístico pedagógico transversal, incentivando a expressão artística e a exploração de novos horizontes.

Dentre as obras, uma série instigante do artista Fernando Sardo, que retrata o rico cenário da mitologia amazônica com uma diversidade de cores que se harmonizam com peças de cerâmica das artistas Ma Ferreira, Denise Saboia, Kika Gurgel, Marly Pelegrini, dentre outros. Destaque também para as obras inéditas no campo da luteria, que emocionam os visitantes.

“Agradecemos a Daniela Cabral, CEO da ACAL por sua sensibilidade ao proporcionar esta oportunidade de apresentar ao público uma nova forma de negócios no ramo da construção civil,  que vai para além da estética visual e adentra no universo da essência conceitual”, disse Ritelza Cabral, fundadora e presidente do Conselho Gestor da Tapera das Artes.

A Tapera das Artes é um espaço multifuncional que oferece cultura, educação e atividades integradas para crianças, adolescentes e jovens. A instituição desenvolve um trabalho modelo nos estados do Ceará, Rio Grande do Norte e São Paulo, atendendo aproximadamente 2.500 pessoas em 14 ateliês, por meio do projeto de Educação Coletiva de Música e Formação Cultural. Para isso, emprega uma metodologia específica para promover a arte, em colaboração com escolas públicas, beneficiando famílias de baixa renda. Além disso, as iniciativas proporcionam oportunidades de profissionalização para os jovens envolvidos.