Operação da PF em Fortaleza combate exploração sexual infantojuvenil por meio da internet

0
3
A Polícia Federal do Ceará deflagrou 3 operações em 3 semanas Fortaleza - Foto: Ilustração/PF
A Polícia Federal do Ceará deflagrou 3 operações em 3 semanas Fortaleza - Foto: Ilustração/PF
A Polícia Federal deflagrou a Operação Inocência Protegida, na manhã desta sexta-feira (21/06), com o objetivo de interromper crimes de armazenamento e compartilhamento de conteúdo sexual de crianças e adolescentes por meio da Internet.
Policiais federais cumpriram um Mandado de Busca e Apreensão expedido pela Justiça Federal, em domicílio em Fortaleza. A busca tem como objetivos interromper as práticas ilícitas, identificar eventuais vítimas de abuso e apreender celulares, documentos e outras mídias para instrução de Inquérito Policial e detalhamento da atuação dos suspeitos dos crimes investigados.
As investigações foram iniciadas na Polícia Federal do Rio Grande do Sul, que investigou um grupo de compartilhamento de conteúdo sexual infantojuvenil. Dentre os participantes foi verificada a possível participação de um cearense, motivo pelo qual uma parte do trabalho foi enviada para a Polícia Federal do Ceará.
 O investigado responderá pelo cometimento, em tese, dos crimes de armazenamento e difusão de conteúdo sexual envolvendo criança ou adolescente, com penas somadas de até 20 anos, sem prejuízo da descoberta de outros crimes mais graves praticados em detrimento de vulneráveis.
As investigações continuam com análise do material apreendido. O nome da operação – Inocência Protegida – destaca o compromisso da Polícia Federal com a segurança e a dignidade sexual dos menores.
 Esta é a terceira operação em três semanas consecutivas, evidenciando o empenho contínuo da Polícia Federal do Ceará na proteção dos direitos das crianças e adolescentes. Com informações da Comunicação Social da PF no Ceará.