Ipece: Ceará gera mais de 27 mil empregos formais no terceiro trimestre de 2023

0
4
O resultado é 98% maior em relação ao segundo trimestre do ano e deixa o Ceará na sexta colocação dentre todos os estados com saldo positivo - Foto: Divulgação

O Ceará gerou no terceiro trimestre de 2023 um total de 27.336 vagas de empregos formais (com carteira assinada), o que representou crescimento de 98% em relação à quantidade de vagas registrada no segundo trimestre do mesmo ano (13.811). Com o resultado, o estado ocupou a sexta colocação dentre todos os que registraram saldos positivos no período. Os números estão no Enfoque Econômico (Nº 266) – Resultado do saldo de empregos formais cearenses no 3º trimestre de 2023, trabalho publicado pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece).

O desempenho cearense no terceiro trimestre levou o estado à segunda colocação dentro da região Nordeste, abaixo apenas do saldo de empregos gerados por Pernambuco (+38.775 vagas), estado que ocupou a quarta colocação nacional, mas superando estados como Bahia (+26.620 vagas); Alagoas (+22.072 vagas) e Paraíba (+16.537 vagas). O Ceará tem participação de 16% dos empregos gerados na região e sexto lugar no país, com participação de 4,8% dos empregos gerados no terceiro trimestre de 2023.

A análise por estados mostrou que todos os vinte e sete estados da federação registraram saldos positivos de empregos no acumulado do terceiro trimestre do ano de 2023. As maiores gerações de vagas de trabalho formal ocorreram nos estados de São Paulo (+156.334 vagas); Rio de Janeiro (+49.171 vagas); Minas Gerais (+39.753 vagas); Pernambuco (+38.775 vagas); e Paraná (+29.655 vagas).

O Nordeste gerou 170.848 vagas de trabalho formal no terceiro trimestre de 2023, apresentando uma aceleração ainda mais forte na comparação com o segundo trimestre do ano de 2023 (59.647 vagas). No acumulado do ano até o terceiro trimestre, a região gerou 272.778 vagas, também inferior à marca observada em igual período do ano passado, quando foram geradas 378.651 vagas.

No terceiro trimestre de 2023 observou-se que todas as regiões apresentaram saldos positivos de empregos. A região que mais gerou empregos formais no período foi a região Sudeste (+251.843 vagas), seguida pelas regiões Nordeste (+170.848 vagas); Sul (+52.313 vagas); Centro-Oeste (+50.982 vagas); e por fim, a região Norte (+49.362 vagas). Ou seja, a região Nordeste passou a ocupar a segunda colocação na geração de empregos formais no terceiro trimestre do ano.

O Brasil gerou 574.256 vagas de trabalho formal no terceiro trimestre de 2023, revelando uma aceleração frente ao segundo trimestre do ano de 2023 (494.043 vagas). No acumulado do ano até o terceiro trimestre, o País gerou um total de 1.599.918 vagas, inferior à marca observada em igual período do ano de 2022 quando foram geradas 2.179.740 vagas, ou seja, 579.822 vagas a menos, revelando um processo de desaceleração na comparação entre anos.

Setores

De acordo com o analista de Políticas Públicas do Ipece, Alexsandre Lira Cavalcante, autor do trabalho, todas as oito atividades registraram saldos positivos de empregos no mercado de trabalho brasileiro no terceiro trimestre de 2023. As quatro maiores gerações de vagas no mercado de trabalho nacional no terceiro trimestre de 2023 foram observadas nas atividades de Serviços (+206.806 vagas); Comércio (+111.207 vagas); Indústria de transformação (+88.387 vagas); e Construção civil (+74.217 vagas).

No mercado de trabalho cearense também todas as oito atividades apresentaram saldos positivos de empregos no terceiro trimestre de 2023, diferente do observado no segundo trimestre, quando duas atividades apresentaram saldo negativo de empregos. As quatro maiores gerações de vagas no mercado de trabalho cearense no terceiro trimestre de 2023 foram observadas nas atividades de Serviços (+7.879 vagas); Indústria de transformação (+5.761 vagas); Comércio (+5.475 vagas); e Construção civil (+3.286 vagas). Por outro lado, as atividades que registraram menos vagas foram a Extrativa mineral (+31 vagas); Serviços Industriais de Utilidade Pública (+554 vagas); Agropecuária, extrativa vegetal, caça e pesca (+2.019 vagas); e Administração Pública (+2.331 vagas). Com informações do Ipece.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here